Natal já?

1º de setembro e você vem falar de Natal? Já?

Por que não?

Como falei no último post, planejar com antecedência é a chave do sucesso. Planejando as festas de fim de ano com antecedência você garante que terminará 2016 (e começará 2017) sem estresse.

Faz tempo que planejo meu final de ano com antecedência e só vejo vantagens. Consigo comprar presentes por preços mais baixos, evito as lojas cheias e não passo as vésperas de Natal e Ano Novo na correria.

Comecei a fazer assim por necessidade. Sou advogada e trabalho até o dia 19 de dezembro, quando o Judiciário entra em recesso. Todos os anos me via cansada após 12 meses de trabalho e com apenas 4 dias (20 a 23 de dezembro) pra comprar presentes para a família e ingredientes para a ceia, escolher roupa, limpar a casa, etc. Num ano, sei lá porque, resolvi começar a compra dos presentes na segunda quinzena de dezembro e foi mais tranquilo do que correr para o shopping nos últimos dias antes do Natal. No ano seguinte comecei as compras na primeira quinzena de dezembro. Nos outros anos fui aplicando a antecedência para todos os preparativos, não apenas para a compra de presentes. No ano passado, já havia terminado a compra de presentes quando começou dezembro!

Naturalmente um roteiro de fim de ano foi se formando na minha cabeça: comprar presentes, escolher a ceia, limpar a casa, pagar as contas do escritório com antecedência para não ter que me preocupar com isso durante o recesso, etc. Depois acabei colocando esse roteiro no papel para não ter que todo ano puxar da memória, correndo risco de esquecer alguma coisa, como já aconteceu.

Para facilitar a sua vida, nos próximos posts vou te mostrar um roteirinho, que você poderá adaptar conforme suas necessidades. Anota aí!

1. Guardar dinheiro

E não estou falando da primeira parcela do 13º em novembro. Estou falando pra você começar a guardar dinheiro em janeiro. Muito cedo? Não! Faz as contas e descobre quanto você gastou no último ano com presentes, ceia, confraternizações com amigos, enfim, atividades extras de fim de ano. Divide esse valor por 11 e assim você descobre quanto terá que guardar por mês entre janeiro e novembro para poder pagar tudo à vista e não começar o ano com uma fatura de cartão de crédito gigantesca.

Não consegue guardar esse dinheiro todo por mês? Sem problema. Faz o Desafio do 1 Real. Vi isso pela primeira vez no programa da Ana Maria Braga, mas tem vários posts na internet que explicam. Dá uma olhada nesse quadro.

Fonte da imagem: casandosemgrana.com.br
Fonte da imagem: casandosemgrana.com.br

Na primeira semana do ano você guarda R$ 1,00; na segunda semana, guarda R$ 2,00; na terceira, R$ 3,00; e assim por diante, aumentando R$ 1,00 a cada semana. No começo é muuuuito fácil de fazer, nas últimas semanas exige mais disciplina porque o valor mensal vai aumentando bem. Mas não é impossível e no final te rende lindos R$ 1.378,00.

Se esse valor não for suficiente para cobrir suas despesas extras de fim de ano, você pode somar a ele o seu 13º, guardar um pouco mais do que o previsto nas primeiras semanas do ano, ou mesmo rever os seus gastos para diminuir.

No próximo post vou te contar o que pode começar a fazer na primeira semana de novembro para garantir um fim de ano stress free.

Você planeja seu fim de ano com antecedência ou faz tudo no impulso? Me conta nos comentários!

2 thoughts on “Natal já?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *